Elayne Oliveira: Perguntas soltas Sabe, as vezes paro e...

Perguntas soltas

Sabe, as vezes paro e fico pensando:
"O que me trouxe a esse mundo, e por que tantas pessoas acreditam em mim,
um ser tão frágil, fraco, que nem consegue entender o seu próprio querer."
Fico procurando respostas onde não existe, tentando achar a solução pra minha vida em
coisas fúteis, coisas que eu inventei para tentar me esconder das pessoas e do mundo, esconder
quem eu realmente sou. Não consigo me expressar em conversas com amigos, busco refúgio nos textos.
Nunca disse nada sobre mim aos meus pais, se eles sabem algo pode ter CERTEZA que não foi eu quem contou.
Algumas vezes me sinto desanimada, não sinto ânimo pra nada, a única vontade que tenho é de dormir, dormir e dormir...
Saio com as amigas só por sair, e pra ser sincera, não tenho nem um pouco de interesse em sair e ter que ouvir de todos as
mesmas histórias e fofocas, já cansei!
Sabe outra coisa? Eu era uma sonhadora, sempre sonhei em ser médica, mas agora que estou no meu último ano prestes a entrar pra faculdade, desisti de tudo, não quero mais faculdade, não tenho prazer em estudar.
Acho que vieram com uma agulha e espetaram o balão dos meus sonhos, o balão estourou e com ele foi embora todos
os meus sonhos e desejos. Ah, outra coisa que percebi, não consigo AMAR, antes eu era apaixonada, pelas coisas mais simples, hoje eu não consigo mais, nem sei se vou conseguir, tive um ex-namorado, um caso de 5 meses, na verdade a gente não namorava nossos pais não sabiam, ele entrou pra faculdade, foi morar em outra cidade, continuamos nos falando e sempre que ele voltava a gente se encontrava, mas um certo dia, percebemos que não dava mais pra continuar como estava, eu queria algo mais sério, estava cansada de me esconder, conversamos e resolvemos terminar.
Foi muito triste pra mim, eu gostava demais dele, talvez ainda goste, mas fazer o que, já terminamos mesmo.
Depois dele eu não consegui beijar mais ninguém sem pensar nele, parece que ele tomou todo o meu ser, meu pensamento só
tinha ele, era como se não existisse MAIS NADA, depois que terminamos eu perdi a vontade de tudo, de estudar, sair,
conversar, namorar. Minhas notas no colégio caíram bastante, minha auto-estima ficou lá em baixo, o desânimo tomou conta
de todo o espaço que ele ocupava. Me tornei uma pessoa triste, frágil que por qualquer motivo chora.
Vivo buscando preencher o espaço que ele deixou com pessoas erradas, saio com caras que não tem nada a ver comigo,
e se é pra tentar esquecer ele assim não vou conseguir mesmo.
E acho que vou passar muito tempo ainda procurando as respostas pra essas perguntas, espero que não seja tarde
quando eu realmente desvendar este mistério!

1 compartilhamento
Inserida por elayneoliveira