Luciano Spagnol - poeta do cerrado: Amanhecer Colado ao meu olhar, o cerrado...

Amanhecer Colado ao meu olhar, o cerrado Agora das bandas das Gerais Nesta desordem fico calado E, o silêncio nada mais... As velhas histórias, chão amado Como ... Frase de Luciano Spagnol - poeta do cerrado.

Amanhecer

Colado ao meu olhar, o cerrado
Agora das bandas das Gerais
Nesta desordem fico calado
E, o silêncio nada mais...
As velhas histórias, chão amado
Como se fosse nascer
Psicografado!
Acordo a luz do amanhecer...

© Luciano Spagnol - poeta do cerrado
07/03/2020 - Cerrado goiano

Inserida por LucianoSpagnol