Sandro Paschoal Nogueira: #É #difícil #sentar #numa #mesa #de...

#É #difícil #sentar #numa #mesa #de #bar ...

Beber solitário, quem diria não dá...

Pode aparecer com quem a gente não quer conversar...

Engano, sedução, futilidade...

Não perde oportunidade...

Mas também pode ter o divertimento, a alegria, a amizade...

Saudades sempre está lá...

E quer companhia...

Às vezes a ingratidão também aparece...

E senta sem pedir permissão...



Noite passada as duas se achegaram...

Sem cerimônia...

Sentaram ao meu lado...

E rindo convidando a ironia...beberam junto comigo...



A saudade me lembrou dos tempos que amei...

De tantas vezes que abracei...

E que nunca fui abraçado...

Me recordou dos seus beijos...

Que desejei de olhos fechados...

Sussurrou em meus ouvidos...

Com sua voz triste e chorosa...

De meu passado...



A ingratidão por sua vez...

Gargalhava em histeria...

Escondia em seu seio...

Um frio punhal...

Que após um sorriso dado e um abraço apertado...

Me cravou afinal...



Em cada trago que eu dava...

Nas gargalhadas que ouvia...

Meus olhos anuveados...

Na fumaça do meu cigarro em espiral,que subia...

Eu vi o tempo que escoava...



A noite, a lua ia alta...

Nem as estrelas mais eu tinha...

Ruas já ficando desertas...

As horas estavam incertas...

Tudo me parecia perdido...



Quando de longe avistei uma luz que surgiu...

Pequenininha foi crescendo...

Não era aurora ainda...

Era esperança que vinha surgindo...



Também foi sentando ao meu lado...

Afastou, sem pedir licença...

As más companhias...

Me disse que tudo ia mudar...

Pegou em minha mão...

Me abraçou com compaixão...

Tocou meu rosto com carinho...

E me levou para casa...

Sorrindo...



Disse:

Amanhã será um novo dia...

Tudo iria mudar...

Me fez assim acreditar...



Deixou comigo a paz....

Para meus sonhos velar...

Até o dia raiar...



Na manhã seguinte quando acordei...

Fui caminhar...espairecer...

Quando encontrei você...

E em seu bom dia...

Junto ao seu sorriso lindo...

E brilho no olhar...

Me achei...



Sandro Paschoal Nogueira

— em Conservatória, Rio De Janeiro, Brazil.