Laerte Antônio: Há Um Medo Gostoso Há um medo gostoso,...

Há Um Medo Gostoso Há um medo gostoso, se te espero. O amor é sempre aquela porcelana tão frágil sempre, sempre tão humana — o amor é e não é: tal como um zero.... Frase de Laerte Antônio.

Há Um Medo Gostoso

Há um medo gostoso, se te espero.
O amor é sempre aquela porcelana
tão frágil sempre, sempre tão humana —
o amor é e não é: tal como um zero.

Sim, um medo gostoso, mas severo
como o olhar que protege, mas esgana...
como a alma que sonha, mas se engana...
pedra rara incrustada sem esmero.

Sempre um medo gostoso na esperança
de se alcançar a flor que ao vento dança...
Sempre um suor a rorejar a espera.

Sim, um suor gostoso, mas medroso
a ponto de tirar da espera o gozo...
O amor é sempre aquilo que não era.
LA

Inserida por laerte_antonio