Ricardo Carranza: Neste sonho, depois da chuva de...

Neste sonho, depois da chuva de primavera, a cortina de pérolas desce do céu, resvala a relva ruiva da inspiração do encontro: pérolas de orvalho irrigam a palm... Frase de Ricardo Carranza.

Neste sonho,
depois da chuva de primavera,
a cortina de pérolas desce do céu,
resvala a relva ruiva
da inspiração do encontro:
pérolas de orvalho
irrigam a palma nua dos meus pés.

Há um outro lado da cortina
como a página de um livro? – eu penso.
Oh! ela se esvai com o sol
relógio das estações.

Mãos de seda dobram o tecido,
zelosas das gotas de orvalho,
e o recolocam no útero da árvore.

Um homem vem
puxando uma carroça de junco
cheia de pétalas rosa chá
e passa sem deixar nem mesmo
o perfume da sua presença.

Em minhas mãos vazias
um punhado de sementes
pequenos pássaros sonolentos.

Inserida por RicardoCarranza