Luciano Spagnol - poeta mineiro do cerrado: CANTANDO O CERRADO (soneto) Essa vossa...

CANTANDO O CERRADO (soneto) Essa vossa árida serena formosura Que as exibe, és casta e tão tanta Tanto mais a cena vossa apura Quanto mais os olhos prende e enc... Frase de Luciano Spagnol - poeta mineiro do cerrado.

CANTANDO O CERRADO (soneto)

Essa vossa árida serena formosura
Que as exibe, és casta e tão tanta
Tanto mais a cena vossa apura
Quanto mais os olhos prende e encanta

Mostrais vossa diversidade em tal ventura
Com uma graça igualado duma infanta
Que põe alfim alguma desdita e tristura
E o espanto se aumenta ou se aquebranta

De tal beleza entrajais, oh vária flora
O meu enlevo, de guita tal tecendo
E destecendo o desencanto, um engano

Que, se ei perdido o extasiar outrora
Agora és só elogio os faço dizendo
Pra asinha referir-te como tal soberano

© Luciano Spagnol
Poeta do cerrado
2017, junho
Cerrado goiano
Paráfrase Abgar Renault

Inserida por LucianoSpagnol