Mariana Markes: Martírios do Destino Amei-te como uma...

Martírios do Destino Amei-te como uma pássaro perdido no breu Perdi-te na penumbra, tornei-me teu Orfeu Os martírios transcrevem o meu pobre destino Desde tua p... Frase de Mariana Markes.

Martírios do Destino

Amei-te como uma pássaro perdido no breu
Perdi-te na penumbra, tornei-me teu Orfeu
Os martírios transcrevem o meu pobre destino
Desde tua partida, esqueci-me do Divino.

Não há mais brilho no céu que me foi prometido
Mas o desejo a minha cova foi friamente proferido

A esperança- de que me vale?
O amor - este nem me fale!

O término da vida é o começo da morte
Nenhum ser mundano pode ser imortal
Eu era um ser vivo desprovido de sorte
Amar foi meu erro, meu erro fatal.

Inserida por MarianaMarkes14