Nemilson Vieira de Morais: SE TORNAR COMO UMA CRIANÇA Uma imagem...

SE TORNAR COMO UMA CRIANÇA

Uma imagem de uma criança, feliz a bricar, que circula nas redes sociais, nos remetem ao passado que vivemos, não tão distante assim...

Lembrei-me do Santo conselho "... tornar a ser como criança"...

Que, aponta para uma boa maneira de ser, pureza, simplicidade, alegria, sorriso fácil, espontâneidade que lhe é nata. - Vivendo a correr aos encantos da vida...

Um dia fomos assim...

Corriamos soltos pelos campos do lugar, despreocupados, livres, alegres, felizes...

Até crescermos, e o que era doce acabou: as brincadeiras na chuva, os jogos com bolas de meias, nas ruas sem carros; os banhos de rios, o prazer de existir... Em família.

A metamorfose, em muito aspectos, ao longo do tempo, foi assustadora para maioria de nós. - "Somos outros".

Por isso, a necessidade de nos tornar como uma criança novamente...

Ao nascer, a leitura que fazemos do mundo São com olhos puros da inocência,desprovido de maldade ou engano.

- Aos poucos, fomos aprendendo a andar, falar,a nos relacionar,a ler,escrever, opinar... e também nos afastar do trilho do bom viver...

Por descaminhos, tecemos nossa história...

Como vislumbramos nossas atitudes do dia a dia?... Prejudicamos ou não,a nós mesmos,ao próximo. Atendemos ou não, as espectativas de Deus quanto a um proceder digno e reto diante d'Ele?

Agora, vendo a vida com olhar de homem feito; com identidade própria,independência e livre arbítrio para viver? Qual é a nossa alegria maior e foco pós vida terrena?

São os prazer momentâneos,efêmeros?...

Hoje,como são as nossas brincadeiras e proceder diário? - Diante dos homens e de Deus?

Brincar com coisa séria depois de crescido não é bom...

Ele quer que retornemos a ser como uma criança... Porque tem saudade desse tempo, assim como nós.

Que tempo bom aquele!!.... Até para o Nosso Pai Criador, foi, pois quer que retornemos a ele. Já pensou na dimensão e relevância disso?!

Quando o chefe de família retorna à sua casa, o filho pequeno corre para os braços e, o abraço mais feliz do dia; antes, já olha logo em suas mãos de bondade e diz: cadê papai?!...

Ele nem faz uma pergunta de volta, ao seu garoto: cadê o quê?!... já sabe o que o menino quer.

Não é preciso muito para satisfazer uma criança...

Todo agrado o faz feliz; um chocolate,um doce, uma bala...

Assim é Deus conosco. - Nos agraciando, e,não percebemos; nem tão ao pouco O agradecemos... Por não saber que somos amados Seu.

Ficamos tristes quando não podemos agradar nossos filhos!... Mas nem nos importamos em agradar ao Nosso Pai que está nos céus, cuidando e se importando conosco.

Outrora é um brinquedo que o pequeno quer... aí surge a preocupação de não poder comprar um de última geração, igual ao do filho do vinho...

Não devia ser assim... Às vezes não será um brinquedo de preço vultoso que irá atender tal demanda de uma criança.

Um pai tinha em casa apenas um tambor velho de plástico e o serrou ao meio. - Sentou o filho numa das partes do mesmo e o puchava por uma corda amarrada numa de suas extremidades. E o fezia feliz do mesmo jeito.

Nao é um brinquedo caro, sofisticado,moderno... - Que dará à criança o verdadeiro prazer do brincar porque Deus se manifesta na simplicidade das coisas para nos contentar.

Tenhamos a sigeleza de uma criança e vivamos satisfeitos com o pouco que Deus nos der.

O Conselho divino para nós, é, "retornar" a tudo aquilo que nos distância de Si.

Se temos que retornar é porquê, nos afastamos do melhor dessa Terra. - A observância dos bons princípios e do temor a Deus.

Reflitamos sobre isso, e vejamos onde estamos errando, o que fazemos ou deixamos de fazer que não agrada os olhos do Pai, e retornemos à prática do bem.

Assim teremos de volta, a felicidade uma criança brincando...

Talvez por isso é que Deus, e nós, adultos, sentimos tanta falta da nossa primeira infância!...

06.07.19

Inserida por NemilsonVdeMoraes