Ministério pãodiário: Arrependimento genuíno A tristeza...

Arrependimento genuíno

A tristeza segundo Deus produz arrependimento que conduz à salvação. . . mas a tristeza do mundo produz morte. - 2 Coríntios 7:10

O que é arrependimento? E como sabemos quando é genuíno?

Um homem que veio me ver disse que sentia tanta culpa antes de ser salvo que não conseguia comer por dias. Porque ele sabia que eu não tinha passado por um período tão intenso de pesar, ele disse que não achava que eu havia realmente me arrependido.

Outro homem chorou quando me contou que sua esposa o havia deixado por causa de sua bebida e infidelidade. Ele chorou professamente fé em Jesus e prometeu ser feito com seu estilo de vida pecaminoso. Mas quando sua esposa voltou, ele logo voltou aos seus velhos hábitos.

Em uma situação semelhante, um homem confessou com pouca emoção que pecador terrível ele era. Ele admitiu sua necessidade de graça e recebeu a Cristo. Esse foi o fim de seu antigo estilo de vida. Qual desses dois homens genuinamente se arrependeu?

Paulo disse que a piedosa tristeza pelo pecado leva à salvação e a uma nova vida, enquanto a tristeza do mundo - apenas sentir-se mal com as conseqüências do pecado - deixa a pessoa imutável e leva à morte. O verdadeiro arrependimento não significa que nunca mais pecemos. Mas se admitirmos que somos pecadores desamparados, se crermos que Jesus morreu por nossos pecados, se estamos confiando nEle para salvação, e se temos um desejo profundo de viver para Ele, nosso arrependimento é genuíno. Nós fomos perdoados.

O verdadeiro arrependimento deixa o pecado
Que nós amáramos antes,
Com firme determinação de abandoná-lo
E render-se a ele não mais. —Anon.

O arrependimento diz: "Sinto muito", mas também mostra: "Acabo". Herbert Vander Lugt

Inserida por 2019paodiario