Saturno: Te escrevo não com o intuito de ser...

Te escrevo não com o intuito de ser breve, da mesma forma que escrevo para que compreenda que venho dado a você o meu amor, não sei a que proporção é ele, mas este até o momento é o que posso oferecer.


Te escrevo para dizer que os momentos com você são maravilhoso e que tudo em você é permeado de um encanto e beleza única, desde os beijos as birras.


Te escrevo e reescrevo em tantas folhas e formas que mal compreendo porque tenho tamanha necessidade de compartilhar cada passo desses sentimentos.

Te escrevo também para que possa entender que o fato de transbordar desde que você chegou é porque tudo tem sido intenso.

Mas também, escrevo para que saiba que nem todo silêncio é sinal de partida, as vezes a gente parte fazendo barulho.

Te escrevo para dizer que as vezes a partida se dá aos poucos e é bom ficar atento, pois coisas partidas tendem a desmontar aos poucos deixando rastros.

Te escrevo para dizer que nada nunca é um adeus permanente, pois nunca se parte da vida de alguém sem deixar rastros, seja de lembrança ou de gostos.

Te escrevo um pouco mais na intenção de dizer que a saudade é dor passageira, ela chega e parte, as vezes lentamente e outras de forma tão breve quanto começou.

Te escrevo e não é para dizer adeus, mas para dizer que a vida ainda continua após tudo.

Ao fim te escrevo para dizer que amo você a ponto de dizer que mesmo sabendo que partir é tão breve e fácil, desejo ficar. Ficar não aqui onde estou, mas onde você estiver, para que com você eu possa continuar transbordando.

2 compartilhamentos
Inserida por maisuma