Dalila Maite Rosa Sena: O peso de palavras não ditas Eu estava...

O peso de palavras não ditas

Eu estava aqui lembrando de uma época em que eu ajudava a arrecadar alimentos para fazer cestas básicas no "Mutirão de Natal" com um grupo de amigos. Eu tinha uma amiga que preferia carregar os alimentos arrecadados, ao invés de abordar as famílias e pedir. E isso me fez refletir sobre uma coisa:
- Desde cedo, sempre fui do tipo que preferia falar ao invés de carregar peso.
Tirei uma lição disso. Hoje em dia não é diferente, muitas pessoas estão por aí carregando o peso de palavras não ditas, algumas estão se arrastando por que o peso tomou uma grande proporção.
Naquela época minha amiga tinha vergonha de abordar as pessoas, se preocupava sobre o que as pessoas iam pensar em ver ela arrecadando alimentos, ela ficava embaixo de uma árvore esperando a gente. Eu sempre dizia para ela que era tão fácil e rápido abordar as pessoas, mas ela nao estava disposta a tentar.
E hoje eu paro e penso: Será que ela ainda prefere o peso de palavras não ditas? Até quando a opinião alheia pode nos limitar e impor pesos diários para não nos expressarmos e preferirmos a passividade?
Eu tambem não sei. Aliás, só posso falae sobre o que vivo e sinto. Sair por aí dizendo tudo que pensamos irrefletidamente também tem um preço.
Tudo requer um equilíbrio, e "falar demais" também pode acarretar pesos desnecessários, as pessoas não estão acostumadas a ouvir os outros e as vezes as palavras chegam tão cortantes... Outro dia alguém me disse: "Dalila, cuidado com o que vc diz, as pessoas se inspiram no que vc fala" veio aquele frio na barriga sabe? Minhas palavras também tem um peso, não apenas sobre mim, mas sobre o outro.
Aí pensei o seguinte, é melhor ter o peso de não dizer nada ou o peso sobre o que os outros vão entender? O ideal é não ter peso algum, cada pessoa pode escolher o tipo de peso que está disposto a carregar ou se irá sair por aí leve e livre da opinião alheia.

1 compartilhamento
Inserida por DalilaMaite