Maximiliano Wouters: Pelo o que eu sei nunca, ninguém, seja...

Pelo o que eu sei nunca, ninguém, seja lá quem for, até o mais querido filho, conseguiu fazer o mal sem ser percebido e devidamente castigado pela justiça divina, e da mesma forma ninguém, sequer mesmo um único homem, praticou o bem sem ser exaltado e testificado perante essa mesma justiça, já que Deus que tudo sabe e que tudo vê, foi perfeito, magnífico e unanime na criação do universo, e por esse mesmo motivo também ninguém, sequer o mais poderoso dos homens teve, têm e terá a coragem de desafia-lo, pois a sua justiça é clara, perfeita e por isso mesmo completamente infalível, e por isso mesmo também muito temerária, pois tudo que ele fez aqui ou seja onde for, nesse universo pelo que se sabe infinito, esteve, está e estará escrito no livro da vida e também no livro da morte, sim existe também além do livro da vida, o livro da morte, que é escrito justamente pela memória dos mais temidos, cruéis e maléficos indivíduos, pois é justamente com o destinos deles que se escreve este livro, ao contrário do livro da vida que é escrito com a perfeição, com esmero e com muita gratidão, e por esse mesmo motivo que se diz o livro da vida.

1 compartilhamento
Inserida por Maximilianowouters