Jádi Ramalho: Rainha Me fez rainha, me assentou trono...

Rainha
Me fez rainha, me assentou trono do seu coração.
Na profundidade da sua alma contagiante fez o meu lugar
Sua dona me consagrou e eu me convenci com altivez
No seu mundo me agregou eu naveguei e me apaixonei
Seu corpo me sacia e eu te maltrato com carinhos malvados e tendenciosos
Sou o seu respirar, precisa dos meus toques, abraços apertados e minha boca nervosa em te beijar
Louco amor, amor louco, me embriaga, perturba e me convence que sou seu tudo.
Hora te acaricio hora te maltrato te faço delirar de paixão na dor que te proporciono
Te transformo em meu objeto e te enlouqueço nas minhas malvadas mãos
Geme nas loucuras das minhas palavras, que com a voz rouca sussurro em seus ouvidos
Me implora caricias te ofereço e retiro na ansiá de te dar prazer
Beija meus pés que te pisa e você adora se rastejar enfeitiçado de amor
Sou sua deusa, seu respirar, seus anseios a fantasia de um antigo carnaval
Me escolheu, te escolhi não fugi, me acheguei sem receios
Me mostrou um mundo pouco conhecido, porém desejado, eu embarquei em seus encantos
Te quero homem, te realizo e me realiza, me transformo e te domino.
Na vontade da sua carne eu embarco e contemplo a felicidade no seu semblante
Sai a candura e te comando com rigor e seu fetiches acontecem
Vira criança e me implora amor, te amo e te castigo sem dó e vibra no chicote do meu olhar
Meu ardente amor, me faz superior eu te contento com a certeza que sou
Contempla a beleza nobre da sua rainha e a coroa de mimos e cuidados
Palavras doces e elogiosas saem da sua boca e me faz sentir a mais formosa de todas
Quero ser sua dona para sempre escravo e amor da minha existência
Meu poeta amado! Sou sua musa, seu amor o seu maior bem.
Jádi

1 compartilhamento
Inserida por jadi_ramalho