Antonio Carlos: laços e Abraços Entre laços e...

laços e Abraços
Entre laços e abraços em ti me enlaço, me perco e embaraço,
sem delongas ou desculpas,
o que eu desejo mesmo é viajar...para o interior de seu aconchego,
onde o conforto e o calor viceja com ardor.
Interminável é a espera, recompensante é o valor
Como pena solta ao ar viajo ao sabor do vento,
que sopra sem interesse e destino, deixando-se navegar
sabe-se lá como e quando chegar.
A promessa é de que bons ventos nos aguardam
prontos para partir e sem demora o rumo buscar.
O tempo, o vento, o acaso são como o destino,
que pedimos e que nos acolhem nesta linda manhã de outono e amor

1 compartilhamento
Inserida por Annnttonious13