Elisa Salles: MINHA PALAVRA Não digo que a escrita é...

MINHA PALAVRA

Não digo que a escrita é meu domínio sobre o mundo
Não tenho a pretensão de dominar o mundo
Não quero dominar o mundo
Não creio que alguém possa dominar este mundo
O que escrevo são flores e corvos...
Com o que escrevo domino minha sanidade,
translado minhas dores
e me remeto à outros cosmos.
Um mundo menos alienado
Menos cruel
Nem mel nem fel
Mas onde ainda há campos de margaridas
Há um vislumbre de verdade
( Ainda que utópica)
Da velha e menos patética humanidade
Onde o " Ter" é menos importante que o " Ser"
Não vou mudar o mundo com minhas palavras
Não posso mudar o mundo com minhas palavras
O mundo já nem lê minhas palavras,
quanto mais ouvi-las para se deixar mudar.
O mundo não deseja mais tardes de levezas e gentilezas,
ou arco-íris , poesia ou musicalidade
... O mundo anda por demais mundanizado.
Demasiadamente pervertido
Sem sentido
Sem amor
Meu verso é meu côncavo e meu convexo
É meu tudo,
exceto meu domínio sobre o mundo.

1 compartilhamento
Inserida por elisasallesflor