AteopPensador: ►Por que Não Falar de Amor? Não...

►Por que Não Falar de Amor?

Não entendo qual o problema de escrever sobre amor,
Não sei por que sou humilhado ao compartilhar uma dor,
Ao repassar um passado, talvez de um relacionamento sem valor
Eu sei que não sou bom em escrever,
Mas acredito que tudo tem um sentido, e um começo
E eu sou um simples aprendiz, que possui o "querer"
Mas talvez eu não leve jeito.

Mas por que eu não simplesmente aceito?
Agora mesmo estou escrevendo um novo texto
Talvez eu esteja à procura de um meio termo
Não sei dizer direito.

Eu acho tão gratificante, terminar a escrita de um texto apaixonante,
Pois os depressivos são difíceis de serem relidos
Mas eu não sei se estou procurando aceitação
Talvez eu tenha escolhido permanecer na solidão,
Mas com a caneta em mãos, tento criar uma solução
Escapar de um mundo caótico, e criar um lugar onde nada seja lógico
Um mundo onde eu seja aceito, onde não sinto medo
Não sei o que aconteceria se eu dissesse aos jovens ao meu redor,
Que eu escrevo textos que me fazem sentir melhor.

Me alegra as críticas construtivas,
Mas tenho ciência dos erros que residem em minha escrita
Não posso dizer que tenho uma desculpa,
Pois minha pouca idade não diferencia com a leitura.

Sinto como se eu não fosse o único,
Que deseja um lugar para se sentir seguro
Ou talvez eu seja apenas mais um louco,
Que não raciocina nem um pouco
E eu pensava que teria a liberdade de expressão quando fizesse dezoito
Porém, talvez, esse tenha sido um pensamento imaturo
Mas continuo descrevendo, em palavras, o que quero para o futuro
E o que eu imagino de um mundo perfeito
Pode ser que, no ato de escrever eu seja leigo,
Mas eu tento, quando tenho o tempo,
Eu me assento no chão, e desenho no papel com a minha imaginação.

Mas por que eu escrevo sem parar?
O que estou querendo conquistar, ou encontrar?
Não sei, posso dizer somente que não é uma tortura
Escrevo com o nascer do Sol, e ao surgir da Lua
Usando e abusando da caneta incessantemente
Suspeito que seja uma doença, que se instalou profundamente.

Eu sou um idiota por escrever? Não sei
Só escrevo o que desejo, o que penso, e o que já passei
Gosto de escrever sobre o amor, e sim, talvez eu seja um sonhador
Ou quem sabe, um garoto perdido, querendo fazer parte,
Pois não me encaixei com a cidade
Talvez esses meus textos só sirvam para ocupar a lata de lixo,
Ou quem sabe, ter meus pensamentos caçados como um bicho do mato
Mas haverá alguém por aí que pense similar a mim,
Não há como pôr um fim em um pensamento viril
Boa madrugada, até logo, vou dormir.

2 compartilhamentos
Inserida por AteopPensador