Paula Monteiro: ROSA DOS VENTOS Ah, estremeço ondas de...

ROSA DOS VENTOS

Ah, estremeço ondas de delírios e
faísco cardumes de desejos
só de pensar meus lábios salivando
os teus agora.
Viro mar em eclipse
banho tua imagem e sem medo
com as algas sedentas desse
tão imenso calor .
Te amo meu amor !

Teu nome já mora infindo
em meus sentidos .... eu sei ...
Bando de êxtases navegam
em meu corpo
com tua imagem refletida ...
Borbulho suspiros !
Amor ...
Estás aqui agora e
quero-te profundo comigo !
Vem ...

Estamos e estaremos sempre juntos ...
Eu sinto !
Pois sei que em todos os silêncios
nos encontramos
nos tocamos
nos beijamos
nos abraçamos
nos amamos muito ...
Não há lonjura e nem acaso
em nosso amor .
Não há ...

Apenas ternura
saudade intensa
vontade louca
jura eterna
com nosso nome in pensamento.

Os nossos olhos se encontram
há todo momento
nas festas da lua
nos voos das aves
no naus dos sonhos
no oceano do quarto
na longitude dos astros
na cordilheira das estrelas iluminadas
nas frestas das altas madrugadas ...
Não há dilúvios em nós
É assim que nos amamos !

Ninguém e nem o além nos separa
Nos pertencemos
O nosso amor é muito puro
muito imenso e muito lindo
Já nascemos um pr'outro
Destino
Elo infindo
por onde os nossos beijos
estarão pra sempre juntos
e escrito por todo lado
na Rosa dos Ventos !

1 compartilhamento
Inserida por Paulamonteiro