Frei Jaime Betega: Foi então que eu percebi que mudando os...

Foi então que eu percebi que mudando os pensamentos, a gente muda a vida."

A vida é o resultado, quase sempre, dos pensamentos que alimentamos. Impossível saber quantos pensamentos ocupam a mente durante as horas de um dia. Alguns pensamentos insistem em ficar, outros são passageiros. Saber selecionar os melhores pensamentos para qualificar as ações é uma tarefa que nunca termina. Pensar bem é um jeito de encaminhar a vida, de acrescentar competência, de ampliar o conhecimento. Em alguns momentos, a firmeza deve se impor e propor o melhor.

Os outros podem até ajudar, mas a palavra final sempre tem a devida autoria. A multiplicação de meios favoreceu a diluição dos pensamentos. Há pouco de original. Cópias e plágios são comuns. O lado bom disso é que o bem pode se propagar com maior facilidade. A inspiração é livre e até liberta. Porém, ordenar os pensamentos é uma tarefa que não pode ser delegada. Faz parte da existência pensar de tudo um pouco. Porém, o conteúdo dos pensamentos depende dos ideais que são acalentados, ao longo do tempo.

A criatividade é capaz de abrir alguns outros espaços e trazer à tona o ineditismo. Querer o melhor é expressão de autonomia em relação a alguns pensamentos que em nada contribuem. Até é possível deixar a mente leve e solta por uns instantes. Porém, o direcionamento é fundamental. Falar em disciplina é cessar os aplausos. Nada de substancioso é alcançado sem realimentar a meta traçada. Os intervalos são necessários. As verdadeiras mudanças alcançam a vida, a partir da transformação dos pensamentos. Novos pensamentos, vida nova.

1 compartilhamento
Inserida por lubaffa