_EdsonVaguiner: Passado "mau dito" Que passa?...

Passado "mau dito"

Que passa? Perguntou alguém interessado em minha vida pregressa.
Que passou? Respondi-lhe, tentando corrigir sua malícia!
Bem, passei em sua casa e comi. Saciei minha fome sacrificando quadrúpedes...
Atônito, prosseguiu: Que tomas?
Tomo posse! Falei usando minha espiritualidade mesmo sabendo que sua pergunta tratava-se de bebidas.
Que comes? Perguntou-me.
Como assim? Isso não é de sua conta, nem bancária nem colar que você usa no pescoço, para agradar seus elementares.
Me disseram que ouve vozes, é verdade?
Lógico, falei meio impaciente. Estou ouvindo a sua agora, deixando escapar um sorriso meio torto.
És paciente? Perguntou-me novamente.
Sim, muito! Fui muito bem tratado pelos doutores que queriam me curar.
Tomei drogas, tomei chás, tomo até cálice só para provar que milagres acontecem!
Ouvi dizer que faz tratamento?
Quem disse, falou a verdade. Faço, refaço, disfarço, e ainda passo. Contaram um passado "mau dito", mas, como a história sempre foi um edito, vou contar-lhe a verdade, mesmo sabendo suas intenções, que de longe, não são puras.
Fui, sou e serei um ponto de continuação, uma pedra no sapato, Um laço ruim de desatar, um nó na garganta, um entusiasmo passageiro (usando pleonasmos), um ser cético-espiritual, religioso-racional, aquele vivente imortal, sou invisível, mas real, passo despercebido querendo aparecer, desapercebido, sem interesse em ter, pois, meu ser sempre foi mais importante...
Vou usar meu questionamento.
Quem te enviou?
Há, foi só obra do acaso. Respondeu, a alma generosa.
Então diga ao acaso que meu passado é feito de contos, meu presente, de contatos, meu futuro, de boatos.
Dizem que serei empresário, outros, que serei pastor, ainda outros, um trombadinha que cresceu em favelas e nos becos e que nunca cresceu, de fato!
Eu, porém, vos digo, eu vou ser alguém que vai dividir o oxigênio com todos os seres, da plebe a realeza, do louco ao normal, das plantas ao animal. Do bandido ao policial. Esse gás fétido
que sai de suas narinas. E juntos, vamos tornar ao pó, onde todos um dia nos encontraremos, onde o passado jamais será contado novamente!

1 compartilhamento
Inserida por EdsonVaguiner