Ádamo Carramilo: Surgiu da Euforia Acordei e já não me...

Surgiu da Euforia

Acordei e já não me continha
Descobri que não foi tão rápido quanto aquela euforia
Que senti ao te ver naquela madrugada que surgia

Agora estou aqui com a escrita me dedurando
Como uma impressora faria

Preciso saber o gosto de um beijo
Um beijo interminável para meus lábios entusiasmados
Perceberem a profundidade do que sentia
Não só com esse beijo, mas também com a sintonia

Anseio de saber se é este o fim
O fim de uma expectativa
O fim de uma agonia
Ou a certeza de outro dia

Minha singela energia para um beijo ao fim do dia
Seria como uma melodia para saber se essa música novamente escutaria
Ou terminaria a imensa alegria
De fazer você se apaixonar todo o dia

Nem me preocupo mais com que irá pensar com essa simpatia
Ou com esse pedido que pode ser o devaneio do dia
Loucura minha saber se esse beijo interminável estancaria a minha euforia
Ou começaria a sua, já que sei que também queria

Seus olhos não conseguem mais esconder sua harmonia
Com a afinidade que surgiu desde o primeiro dia
Estou esperando as horas passarem e deixar mais para o fim do dia
Saber se eu consegui a carta de alforria

Largo do meu orgulho de não falar do que me importaria
Me importa sua companhia todo dia
Não nego a intenção de ficar junto a sua energia
Preciso saber o quanto me queria

Ou devo esquecer essa ideia de ter um beijo ao fim do dia
E deixar acabar a minha ideologia de saber que em seus lábios eu permaneceria
Escrevo somente o que meu coração não esconderia
Sem me preocupar se tolo pareceria

Registro somente que desta vez não permitiria
Me aprofundar mais nessa euforia
Ou deixo para ver se Deus realmente deixaria
Agradecer de ter encontrado o que queria

Ou simplesmente ver mais um beijo morrer
Aonde não queria

1 compartilhamento
Inserida por AdamoCarramilo