Rayme Soares: CONTO DE AMOR Na primeira vez, somente o...

CONTO DE AMOR Na primeira vez, somente o aroma e a cor Semente que não dizia, mas era a primeira vez Linda na forma, no jeito, no olhar que me desarmou Nada sou... Frase de Rayme Soares.

CONTO DE AMOR

Na primeira vez, somente o aroma e a cor
Semente que não dizia, mas era a primeira vez
Linda na forma, no jeito, no olhar que me desarmou
Nada soube do céu, do mar e da minha costela se fez

Na segunda vez, linda mulher me cativou
Eu já entendia ser perene, mas de nada sabia
E aquilo que a ti me levou, do mesmo modo me fragilizou
Era intensa luz que me feria, mas era a mulher que eu queria

Tempo que não se calava, tu estavas no meu coração
Quando via tua foto, sentia teu cheiro e mais sofria
A segunda vez me fez saber da nossa imensidão
Mas era eu, só eu e assim permanecia

Na terceira vez eu vi e tu vistes, somos um
Na terceira vez, tudo cessou, meu coração quietou
Hoje não nos perderemos de modo algum
Sei quem tu és, sabes quem eu sou

Um para o outro, do mesmo modo, a franqueza do amor...

1 compartilhamento
Inserida por RaymeSoares