Jenaína Brum: Ingratidão Esta palavra que tantos...

Ingratidão
Esta palavra que tantos desprezam,
É na verdade a verdadeira caracterização do desprezo que se dá ao ato ou sentimento positivo, que se recebe de alguém.
Este sentimento sem memória, sem apreço e sem humildade;
Se revela a partir do momento em que não se pode usufluir dos mesmo benefícios outrora desfrutado.
Então todo o vivido e recebido fica esquecido.
Vem apenas na memória os erros, tropeços e atos não recebidos.
Mas como um erro pode apagar tantos atos benéficos?
É justamente a característica do fraco, soberbo e invejoso...
Fraco, por não ter coragem de realizar, nem opinião própria para afirmar aquilo que é verdadeiro e se vende por vantagens;
Soberbo por não possuir humildade suficiente para ser grato;
E invejoso por não ser capaz de construir o mesmo, ou reconhecer o valor do ato, palavras ou sentimentos antes beneficiado.
Não é elevado aquele que se julga melhor, mas aquele que se julga menor...
Menor em agredir;
Menor em usurpar;
Menor em humilhar;
Menor em odiar.
Seja maior em amar e agradecer. Pois todas as coisas que plantar, colherás.
Fazer o bem ao ingrato é semear em solo infértil quando se consegue germinar a semente a árvore não dá bons frutos.
Não espere reconhecimento. Não virá!
E quando você nao puder o satisfazer ele não se lembrará de nada recebido, apenas do não recebido.
Esta é uma das características humanas, que fazem a humanidade não ter crescimento, força...
a força que faz vencer.

3 compartilhamentos
Inserida por JenainaBrum