Sandra Ceolin: O que eu aprendi Com os anos eu aprendi...

O que eu aprendi
Com os anos eu aprendi que nada é pra sempre, nem a felicidade nem o sofrimento. Que a vida dá voltas sim, mas sempre será possível começar de novo. Que o luto precisa ser vivido, que com o tempo as feridas cicatrizam, que não posso mudar os fatos do meu passado e que ele sempre será parte de quem eu sou, mas que todo sonho morto precisa ser enterrado, abrindo espaço pra que nasça outro em seu lugar.
Aprendi que o amadurecimento anda de mãos dadas com a dor e é uma longa estrada a ser percorrida, cheia de erros e acertos, muitas quedas e muitos momentos imperfeitos. E que o mundo não acaba com pouca coisa, mas, se acabar, sempre haverá um mundo novo a ser construído.
Entendi que cuidar do corpo é um jeito de cuidar da mente. E que dá resultado. E decidi continuamente buscar a minha melhor versão. Que a minha melhor versão será sempre a mais verdadeira e, com ela, escolhi me apresentar ao mundo.
Que amigos devem ser cultivados e que um bom amigo é um tipo de família. Mas entendi que preciso ficar só de vez em quando. Que só no recolhimento consigo me organizar e me reerguer.
E, finalmente, eu entendi que, a vida é sempre difícil, mas pode ser leve, que me priorizar também pode ser um ato de amor, que prazer não é pecado, que um amor tem que ser cuidado, que eu nunca vou poder controlar o outro, que devo exigir respeito aos meus limites, que tenho capacidade de lidar com os meus erros, que tenho os mesmos defeitos que todo mundo e que posso me perdoar por eles.
Que ainda vou continuar errando sempre, mas não preciso me culpar por isso, porque afinal, ainda ha muitos erros a serem cometidos, e muito a ser aprendido e é esse o desafio mais bacana!

#EuPrecisavaDizerIsto

11 compartilhamentos
Inserida por svasconcelos