Fernandha Franklin: Mil faces de um poeta (Fernandha...

Mil faces de um poeta
(Fernandha Franklin)

"O cara que escreveu aquele textinho de amor, nunca viveu um amor de verdade. Ele vive de ilusões, de idealizações, vive amores fictícios.

O cara que escreveu aquele textinho com rima; só fez isso pela decência da leitura. .. por que pra ele; a lógica da poesia é a rima.

O cara que escreveu aquele textinho; é um fake, ele não é real... Não ama com aquela paciência e plenitude, e duvido que ele tenha tanta atitude para não deixar o amor ir embora.
Nós homens somos medrosos; e só lutamos até onde nosso ego não se machuca.

O cara que escreveu aquele textinho, só queria ganhar fãs femininas, por que ele sabe bem o que elas gostam de ler e ouvir... e sabe que elas se derretem por rimas.
Rimas..
Rimas...
E rimas...

O cara que escreveu aquele textinho nunca teve um relacionamento duradouro, nunca teve um amor inocente daqueles bobos que enviam ursinhos e cartões de presente.

O cara que escreveu aquele textinho que as mulheres adoram sempre dorme sozinho. ..mesmo quando não está só.

O cara daquele textinho coerente; real e que parece falar da gente apenas sonha...
Em viver tudo aquilo que escreve.

Aquele cara é um coitado, precisa que o coração esteja doendo pois só assim esquece do medo e se libera em palavras.

O cara que escreveu aquele textinho, deixa ir embora quem realmente pode doar-lhe carinho sem pedir nada em troca... e ele diz que deixar o amor partir, dói seu coração, mas só assim recebe a certeza da mais pura inspiração.

O cara que escreve aquele textinho encantador e sem rebeldia, ama alguém mas prefere a solidão. .por pura poesia.

Pra mim os poetas são seres sem almas e eu nunca seria um poeta!!!!!"

-E foi assim que um poeta rebelde descrevia um poeta clichê. Tentava camuflar em sua critica, a invídia que sentia pelo poeta apaixonado.

1 compartilhamento
Inserida por nandhafranklin