Rê Ferraz: E é 23 de novo! 2 meses, o tempo tem...

E é 23 de novo!
2 meses, o tempo tem passado bem devagar sem você aqui mãe, continuo adaptando algumas coisas em minha vida, porque viver sem você não é fácil.
Você sempre disse que a dor com o tempo diminuía, realmente, a dor terrível, tem sido amenizada por Deus, mãe sempre tem razão, e você sempre teve né?
A dor diminui, mas a saudade aumenta a cada dia, essa não sai de mim.
Hoje, já consigo me lembrar dos bons momentos sorrindo... as vezes sorrindo e chorando, mas sem aquela dor terrível.
Mãe como você me faz falta, hoje existe um vazio em mim, que nada nem ninguém, jamais irá completar.
Vivi este tempo com Deus e em Deus, que foi me levantando devagarzinho, e como foi bom ter escolhido viver em Deus, porque com Ele sei que posso recomeçar sempre, assim como aprendi com você mãe.
Sigo te amando, tentando viver da melhor forma como você me ensinou e me esforçando pra viver sem você!
“Só quem amou e foi amado ao extremo sabe o que sinto!”
Até o céu!

☊ ♪ ♫ ♩ ♫ ♭ ♪ ♯ ♬ ♮ ♫ ♩ ♫ ♭ ♪ ♯ ♬ ♮☊ ♪ ♫ ♩ ♫ ♭ ♪ ♯ ♬ ♮ ♫ ♩ ♫ ♭ ♪ ♯ ♬ ♮
Coisas que vivi me mudaram pra melhor e tudo que eu perdi, vi o teu amor restituir, apurando meu coração.
Viver experiências que nunca esqueci, que me levaram pra perto de ti.
Pude ver em meio a dor entendi o teu querer, eu vi agir em mim o teu poder.
Eu pude ver tua mão em tudo que passei;
Ouvi tua voz me ensinando;
Eu pude ver tua mão nas lutas que enfrentei;
Em cada momento que eu vivi.

Música Adriana Arydes - Coisas que vivi.

1 compartilhamento
Inserida por ReFerraz