Alexandra Barcellos: Sou eu a cidade sem paz As incertezas do...

Sou eu a cidade sem paz
As incertezas do dia a dia
Luzes
Lutos
Folhas que caem

Sou eu o milagre que nunca acontece
Só tenta
Só reza
Um dia essa dor vai terminar

Sou eu refletindo nos vidros urbanos
Correndo
Gritando
Ligando
Esperando ouvir (em meio ao caos) a voz de quem eu amo.

Cidade sem paz - Velho Talismã

1 compartilhamento
Inserida por AlexandraBarcellos