Diogo C. Coutinho: Imagine que cada coisa boa, acerto, e...

Imagine que cada coisa boa, acerto, e desafios vencidos na vida, sejam representados por uma joia. Sim, joias valiosas, lindas e raras para cada acerto... Nós andamos pelo caminho da vida e com o tempo, nessa jornada as pequenas joias se tornam parte de você. Invisíveis para os outros, pequenas, imperceptíveis. Ao nos olharem não as enxergam. Isso porque já se acostumaram a vê-las e não se importam mais. Tonaram-se banais.
Agora imagine cada erro, tombo, vacilo e desanimo de prosseguir a diante, representados por uma enorme e pesada cruz, esfera, esfera esta com espinhos, afiados, pontiagudos e enferrujados que fere cada vez mais sua pele, coração e alma. Esfera esta, que você carrega nas costas. Mas não por que quer carregar, e sim porque os mesmo que não conseguem mais aquelas joias, aquelas de quando você acerta, estes colocam essa esfera enorme em suas costas. E essa esfera nunca vai ser um dia como as joias, para os outros, pequena, imperceptível. Eles sim vão sempre enxerga-la, mesmo que eles também carreguem joias e esfera como a sua. Eles sempre vão esquecer suas joias e lembrar-se da sua esfera espinhenta e que te machuca mais que qualquer um possa imaginar.
É assim que funciona a vida. Nada de bom que você faça vai superar aquele microscópio erro, mesmo que ele tenha sido reparado. Eles vão sempre te julgar. Mas ai você olha em volta e vê que todos nós temos esferas como estas. Todos nós estamos sofrendo do mesmo mal. E para você não carregar mais esta esfera, cabe a você não aceita-la mais. Olhe para frente no seu caminho e esqueça todos que não te joias e sim esferas. Desta forma com o tempo a esfera deixa de ser sua e as joias voltam a brilhar.

1 compartilhamento
Inserida por diogoccoutinho