Mário Silveira: A Maria, jardineira das flores do...

A Maria, jardineira das flores do próprio túmulo. Co'a lata na cabeça parte a moça, (na estrada triste e torta ela se some) que tem ela, Maria, senão força? que... Frase de Mário Silveira.

A Maria, jardineira das flores do próprio túmulo.

Co'a lata na cabeça parte a moça,
(na estrada triste e torta ela se some)
que tem ela, Maria, senão força?
que tem ela, Maria se não nome?

A lata bate forte e se encerra
Um tambor ruge vulto no estombo
Mal se difere a moça e a terra.
Se entortece Maria e o seu lombo.

Enquanto pinga gota da lata
e gota até do corpo dela,
No chão vasto pisado nascem flores

Quando a noite cai co'a lua prata
E a morte desce rude em sentinela
morrem latas, Marias e amores.

1 compartilhamento
Inserida por mariofrs