Suely Araújo( Borboleta Encantada): Seja grato ao tempo (não importa quanto...

Seja grato ao tempo (não importa quanto tempo), que alguém te acolheu em sua vida... em um pedacinho que seja, do outro...
Seja grato a qualquer gesto verdadeiro (pois todo gesto sincero é uma forma de amor), e poucos te olham nos olhos e te amam com verdade.
Seja grato aos gestos simples, palavras doces, e mãos estendidas. Poucos te seguram e puxam para si, pro peito, quando você está no chão.
Somos muitas vezes, como pássaros resgatados das tempestades, com penas e asas encharcadas... e quando ficam enxutos, asas sequinhas, precisam voar outra vez.
Não sei se os pássaros sofrem quando tem que partir. Se eles sentem um nó no peito quando alguém os põe na palma da mão e lhes oferecem o céu de volta.
Mas, tenho certeza, que voam cheios de gratidão.
Todo abraço é bom. Todo abraço tem 'um quê' de magia. Todo abraço tem muito de duas pessoas que sentem o pulsar do peito uma da outra...
Mas tem um abraço que machuca, que aperta ferindo a alma... Um abraço, que por vezes quer morrer nos braços do outro...
Um abraço que sinaliza uma despedida.



_________________________

1 compartilhamento
Inserida por SuelyArauj0