Alexandre Klismann: Quem sou eu que trago no olhar a...

Quem sou eu que trago no olhar a autoridade do mar.

Nos atos a ousadia de quem sabe amar.

Sou brisa mansa. Sou tempestade que assola.

Sou fogo que consome a neve de sua alma.



Tenho o encanto das aves. A habilidade dos selvagens.

Sou realidade. Sou miragem.

E no mesmo instante te faço conhecer o sabor da vida.

Curando dores. Sarando feridas. E arrasto para a morte.

Te levo ao abismo. E num simples voo te resgato de lá.



Me estabeleço em sua fantasia.

A tal mistura entre a razão e a magia.

Sou metáfora que entre parábolas tentas desvendar.

Sou enigma que a inteligência humana jamais entenderá.

Sou lenda que queres desmistificar.

Sou mistério. Pegadas sem rastro. Perfume no ar.

Sou contradição em quase tudo que existe.



SOU MEIO. SOU FIM. SOU INÍCIO.

1 compartilhamento
Inserida por klismann