RPinus: É da natureza das portas estarem...

É da natureza das portas estarem abertas ou fechadas.

Porta aberta é um sim.

Porta aberta para quem quer entrar.
Porta aberta para quem quer sair, pois as pessoas são - ou deveriam ser -
livres.
Porta aberta, também, para mandarmos pessoas embora.
Ah, porta aberta, olhando para fora, não pode.

Porta fechada é um não.

Mas escutar atrás da porta, pode.
Esperar com ansiedade atrás dela fechada, também.
Trancar e jogar a chave fora, pode, mas nunca funciona.

Porta entreaberta é um talvez-quem-sabe-um-dia-pode-ser-não-sei-o-que-quero.

É pouco. Muito pouco. Um desperdício de esperança.
É abdicar do direito de dizer sim, de dizer não.

É engolir o f0da-se, o filho da p#ta..
É engolir a seco o te amo (mesmo que agente não tenha certeza).
Ou o eu te adoro.

Portas etreabertas atraem pessoas curiosas,
talvez nem boas e nem más.
Mas que não raro tiram mais do que poem.
Quando põem.

Ainda, portas entreabertas afastam quem poderia entrar de verdade.

Não ter portas abertas é triste.
Não ter portas fechadas é triste.

Mas ter somente portas entreabertas é um pesadelo que não tem fim.

1 compartilhamento
Inserida por Rpinheiro0803