Tamires Aguiar: Não se pode competir com quem já se...

Não se pode competir com quem já se foi, a morte eterniza o ser no coração dos que ficam, no coração dos que amam, por vezes nos sentiremos demasiadamente estúpidos ao ver que a mulher no qual se ama tem amor por um namorado falecido, Este podia ser demônio em vida mas será considerado santo em morte. É eternizado como um amor impossibilitado por falta de tempo, por falta de vida, como se nada do que tivesse ocorrido a dois de ruim tivesse importância, de fato não tem. Você como um possível novo romance deverá engolir a seco a sombra da morte da paixão de sua amada, deverá ouvir as frases apaixonadas dela pra uma outra pessoa, por vezes terá ciumes e se culpará, como pode sentir ciumes de quem não está mais entre nós? Não se culpe! és mortal, és humano, estás vivo!!! terá todos os sentimentos a flor da sua pele, não és imortal, não estás eternizado na memória dela ou de quem quer que seja a menos que morra, Se quer esta mulher será obrigado a conviver com a sua dor, a sua e a dela, será obrigado a ouvir os desalentos e os choros reprimidos dela, terá que ouvir as lembranças sempre tão presentes na vida dela, e os lugares que vocês forem terá sempre um vestígio daquele que já se foi, terá sempre uma exclamação do tipo: Nossa, ele adoraria estar aqui ! e você caro amigo, terá DE CONVIVER COM AS SOMBRAS DESSAS RELAÇÃO! O amor em morte nunca acaba, eu diria até que o amor em morte é o que mais dura, fica cravado na memória, fica como se não tivesse fim, você terá que conviver com um atormentar diário, será que a tristeza dela são lembranças? será que a TPM dela trás histórias? Será que aquele local que ela te levou pra conhecer possui pedaço deles dois? Extremamente difícil eu sei, tenho certeza que se você pudesse pularia fora agora, mas, você já se encontra aí todo apaixonado, Teve uma esperança remota de que conseguiria com o tempo conquistar todo o coração dela, cavando brechas, desvendando caminhos, fazendo trilha no coração dela. Se já faz um tempo que você está nessa, é bem provável que tenha descoberto da pior forma que não há como abrir clareiras no coração amargo dela. Você tá lá em algum canto, talvez como um amor, claro que não como um amor eternizado, mas está lá, você hoje é o companheiro dela, é o que restou, não há mais aquela pessoa e poxa, a vida continua, não é? você é a continuação, tão somente, você é só o que restou da vida, você é um pontinho branco no coração escurecido dela. Aceite ser essa pequena parte viva nela, é só o que você possui ou procure um alguém sem tantas cicatrizes, sem tantas marcas de dor e de partidas eternizadas. Eu sou possessiva no amor, jamais conseguiria ser menos que metade, ou possuo tudo ou não quero nada.

1 compartilhamento
Inserida por TamiresCa