LCF: Poema a Camões (O Amor Verdadeiro) Por...

Poema a Camões (O Amor Verdadeiro) Por entre as longínquas Serras verdejantes, Olhos viajavam, distantes Da pura e miserável Desilusão de amor. Com as duas pupi... Frase de LCF.

Poema a Camões (O Amor Verdadeiro)

Por entre as longínquas
Serras verdejantes,
Olhos viajavam, distantes
Da pura e miserável
Desilusão de amor.
Com as duas pupilas,
Via uma natureza
Inalcançável, beleza
Trazida pelos deuses,
Deixada assim ao mundo.
Mas nada se igualava
À mulher do seu coração,
Repentina e bela perfeição
Que se mostrava imensa
À luz de uma só visão,
Visão do nosso querido
E estimado poeta morto.

LCF

1 compartilhamento
Inserida por LCF-Poesia