Eleni Mariana de Menezes: Gerúndios de outono Vou estar tentando...

Gerúndios de outono Vou estar tentando escrever a minha lenda De prenda nada. Preciso preservar a minha fé Vou estar redesenhando o meu destino. Desatino. Não s... Frase de Eleni Mariana de Menezes.

Gerúndios de outono

Vou estar tentando escrever a minha lenda

De prenda nada. Preciso preservar a minha


Vou estar redesenhando o meu destino.

Desatino. Não sou nem mesmo desenhista.

Vou estar reconstruindo a minha estrela.

Sem brilho que se apaga dia após dia.

Vou estar bebendo meu último cálice derivativo

Do sacrifício que eu escolhi para padecer.

Vou estar soltando todos os bichos presos

Dentro do meu ser pequeno e intempestivo.

Vou estar decifrando meu enigma.

De não ser nem de longe o que sonhei.

Vou estar navegando entre as almas

Sonâmbulas que giram em torno de si mesmas.

Vou estar aqui neste lugar

Gerundiando e cometendo neologismo

No meu tempo de outono

Pra ver se acaba o meu abismo.

E no infinitivo possa a minha primavera retornar.

1 compartilhamento
Inserida por elenimariana