Simples poeta: Ganância A cada descoberta Se vê...

Ganância

A cada descoberta
Se vê portas abertas
Mas são lacradas
Quando se tem seres que querem sua expressão dar por acabada

A doença se espalha nesse planeta
Nas mãos sujas se escreve o destino obscuro por essas "" canetas ""
Algo possui o corpo desses manipuladores
É uma doença que não se tem dores apenas estimuladores

Esta se chama ganância
Perante esse praga me causa uma imunda ânsia
Ver essa mancha tomando uma geração
É uma perfeita decepção

Esse é um eterno veneno
Que existe desde os tempos helenos
" Eu quero mais poder ""
Esse é o lema de quem é cegado pela obsessiva vontade de querer cada vez mais ter e ter

Nem parece que é um ser
Nem podemos considera como um animal
Vive a vida querendo pisar sobre quem está ao seu redor , pensando unicamente em ver seu capital crescer
Esse eu denomino como " canibal "

Não se deixe vender pelas propostas
Indignas que nos venda as verdadeiras respostas
Nesse mal se vê alienado
Que muito mais que um perfume te deixa vidrado

Numa perfeita ganância
Que nem de longe se enxerga a relevância
Preferível ser um tolo puro
Do que um ganancioso sábio sem futuro

Ainda bem que esse não é um defeito meu
Sinceramente não tem a cara do verdadeiro "" eu ""
Tenho pena desses ridículos que tira muitos inocentes sorrisos
À esses ""insetos "" tenho certeza que certamente não terão pisaram no "" paraíso ""

1 compartilhamento
Inserida por poetaKM