Costa Junior: Filho das Estrelas Olho para os céus a...

Filho das Estrelas
Olho para os céus a procura de luz para iluminar as trevas do meu eu.
Olho para as estrelas procurando um brilho tão belo quanto aquela noite quando ainda criança perdi meu ar com sua beleza.
Olho para as estrelas procurando vida, não estrelas algozes, distantes, que brilham mortas para que ninguém veja.
Olho para os céus procurando uma estrela cadente qualquer para atender meu pedido de uma simples FELICIDADE.
Olho para os céus procurando a luz dos meus olhos, que se perdeu com as lágrimas que não caíram.
Olho para os céus procurando o passado que vejo nas estrelas.
Olho para os céus procurando as palavras perdidas, não ditas, mortas, mas brilhantes.
Olho para os céus procurando a estrela sorridente do “Pequeno Príncipe”, para que juntos possamos sorrir...
Os céus são grandes demais para uma vida tão curta...
Nunca contei todas as estrelas, nem pintei todas as cores que tingem os céus nos fins de tarde. Sequer descrevi o que sinto vendo esta lua que me vê...
Procuro nas estrelas a mim mesmo, pois talvez nelas algum dia me perdi.
Talvez fitando-as me encontre
e sorria.

1 compartilhamento
Inserida por LuizCostaJunior