Ana Paula Silva - Moc: Momento de decisão Chega um momento que...

Momento de decisão

Chega um momento que a vida exige atitudes, algo que temos que mudar, para poder seguir em frente. É difícil perceber esse momento, mas, temos um limite estabelecido dentro de nós, e tudo na vida tem princípio, meio e fim, até as melhores coisas, até os melhores sentimentos precisam ser modificados, ou redirecionados, no decorrer da vida para continuarem nos fazendo bem. A vida é um emaranhado de coisas acontecendo em nossa volta o tempo todo, e temos que aprender a lidar com acontecimentos, com pessoas, com cenários, sem que tenha alguém para nos dizer o que é certo ou errado a fazer. Normalmente, usamos do sentimento para nos guiar, e, embora não percebemos, tomamos decisões o tempo todo.
Se pararmos pra pensar, vemos quantas coisas importantes deixamos pra trás, e percebemos que nossas decisões nos conduziram até aqui, muitas delas nem percebemos que tomamos, mas seus reflexos são inevitáveis. Quantos melhores amigos, quantos amores, quantas lembranças boas. Em que momento deixamos isso escapar? Por que perdi o contato com aquele amigo tão fiel e que me fazia tão bem?
A verdade é que ele te fez bem, naquela etapa da sua vida. E aquele lugar que guardamos na lembrança e juntamos dinheiro um ano inteiro para poder voltar lá e reviver algum momento maravilhoso, e quando lá chegamos, não sentimos magia alguma ali e voltamos frustrados pra casa. E aquela pessoa que fomos apaixonados, que fizemos planos de um futuro juntos e nos encontramos no supermercado num sábado a tarde, cumprimentamos, trocamos sorrisos e tentamos estabelecer uma conversa e percebemos que ficamos sem assunto. Passou, essa é a verdade, essa é a vida.
A maioria dessas decisões tomamos sem nos dar conta, e só percebemos que aquela etapa findou-se quando já estamos em outra, outras vezes, nos demoramos demais a perceber o final de um ciclo e ficamos ali, insistindo em coisas que não fazem mais sentido. Que deixam de nos fazer bem e passam a fazer mal, começamos a ter consciência que devemos tomar uma decisão e colocar um ponto final ali, para podermos dar início a uma nova fase. Mas é difícil tomar essa decisão, é difícil aceitar que uma coisa que fez tão bem possa fazer mal.
Mas, se ficamos insistindo ali, fica a cada dia mais difícil de tomar a decisão, pois, aquele mal vai invadindo todas as áreas de nossa vida e ficamos cada vez mais fracos e incapazes de tomar a decisão de mudar de direção. Mas nunca é tarde pra isso, se você está vivo e percebe que precisa dessa decisão, não espere mais. Não deixe que o mal acabe com uma perspectiva de futuro. Trace um novo plano. Se está fraco, se acha que não vai conseguir, trace um plano para hoje e amanhã quando acordar, refaça o plano para aquele dia somente, e quando perceber, estará em nova fase, cheia de planos e sonhos. Porque temos que aceitar que a vida é feita de muitos princípios, meios e fins e, que, finais, mesmo que pareçam tristes, são oportunidades para inícios felizes.

Ana Paula Silva

Autora do Livro: Me Apaixonei Por Um Poeta
https://www.clubedeautores.com.br/book/187032--Me_apaixonei_por_um_poeta#.VY_McflViko

1 compartilhamento
Inserida por AnaPaulaSilvaMoc