Leandro M. Cortes: Heróis diários O mundo tem andado...

Heróis diários

O mundo tem andado infestado de ídolos em todas as áreas. Inspiradores natos. Mas, tem se vivido uma escassez de heróis.
Não se fabrica mais heróis como antes, não se vive mais o auge de outrora, nem a fartura da nobreza.
Todo dia é dia de luta. Todo dia é dia de realizar proezas, fazer sobrar na mesa e dividir com o restante da família.
É ai que nascem os verdadeiros heróis. Heróis sem asas, nem espadas, nem poderes e nem o dom de realizar milagres como Deus.
Aliás, ai reside o milagre terrestre, sobreviver à escassez de verdadeiros heróis e não apenas sobreviver de ídolos.
Não apenas idealizar sonhos, viver fantasias através do outro, longe, distante, por meio de uma tela separando mundos.
Herói é aquele que levanta de madruga e atravessa a cidade sem reclamar da distancia entre ele e seu ganha pão.
Heroína é aquela que não desiste, apesar de ser tentada a desistir de tudo diariamente. Heroína é quem resiste e sobrevive a mais um dia.
Herói é aquele que vive o pesadelo dessa realidade caótica, mas sempre vê aquela luz no fim do túnel, entre a estação e os seus sonhos.
Heroína é aquela que educa seu filho em tempos de crise e violência em ebulição sem perder as esperanças no amanhã.
Herói é aquele que te segura pela mão e atravessa a rua sob a faixa branca em tempos de guerra, sinalizando com a paz.
Heroína é aquela que enfrenta filas diariamente sem perder a compostura, nem esmorecer, desanimar diante do caos na saúde.
Heróis de verdade somos todos nós mortais. Heróis anônimos. Os heróis diários. Heróis sem destaque, nem manchete na tevê. Ídolos sem fama.
O mundo anda tomado de heróis sem máscara, sem nome, nem identidade. Heróis, além de uma super exposição.
Nós os heróis sem super poderes é que merecemos os créditos por nossas histórias de vida!

1 compartilhamento
Inserida por leandromacielcortes