L.R.Magalhães: Sou flor. Nasci e cresci num campo onde...

Sou flor. Nasci e cresci num campo onde as demais são um tanto quanto diferentes de mim. Eu poderia dizer que eu sou diferente delas, afinal, sou minoria; Uma flor amarela entre centenas de flores rosas. Quando brotei, eu sabia que não seria fácil defrontar as discordâncias, e que o modo como as coisas fluiriam dependeria apenas de minhas escolhas. Bem, por vezes tive a chance de me igualar às outras; pensar, agir e ser como elas. Confesso que o abandono alheio é capaz de nos mover para longe de nossos conceitos. Há quem se curve por medo de acabar sozinho. Contudo, o abandono de si mesmo, afinal, é o pior de todos. Ainda não sei qual o meu propósito nesse mundo, mas garanto que não estou aqui para agradar ninguém. Vivo para os meus anseios, corro pelos meus sonhos. Faço o que me estima e não me envergonho de admitir que o meu gosto é mais acentuado do que habitualmente vemos por aí. A liberdade que tanto procuramos ter vem do interior, e há um pássaro que voa dentro de mim. Sou livre para ser quem eu quiser. Preservo a minha essência e nunca, de maneira alguma, me retiro do MEU lugar pelo pesar de estar incomodando. Ninguém irá podar minhas pétalas. Pois quando olho para céu, não é de rosa que o Sol se pinta. Já dizia o velho ditado que a porta é serventia da casa e, honestamente falando, não me fará falta quem não quiser ficar. Florisos!

1 compartilhamento
Inserida por codinomeze