Tinga Fanheiro: PAPEL SEM ROSTO Brotar de papel caído...

PAPEL SEM ROSTO Brotar de papel caído de tinta sem cor, tinta grudada em caniço vermelho a pingar nos olhos, nos olhos teus Porquê cair … se chora a caneta a ti... Frase de Tinga Fanheiro.

PAPEL SEM ROSTO


Brotar de papel caído
de tinta sem cor,
tinta grudada em caniço
vermelho a pingar nos olhos,
nos olhos teus


Porquê cair …
se chora a caneta a tinta
em margens do papel,
este papel segurador dos sonhos teus,
guardador dos teus beijos banhados de lágrimas



Águas puras …
faleceram as tuas lágrimas,
sucumbiram em branco as tuas magoas
és caneta sem tinta,
és papel sem rosto.

1 compartilhamento
Inserida por TingaFanheiro07