Valdir Venturi: Praticando o amor Parece fácil não é?...

Praticando o amor
Parece fácil não é? Mas será que estamos mesmo fazendo a coisa certa, especialista tentam explicar esse sentimento de todas as formas, mas quando realmente somos verdadeiros em nosso sentimento ele se torna quase que inexplicável, podemos citar vários tipos de amor, tais como: AMOR FRATERNAL que se faz presente em famílias que tem um verdadeiro laço entre si. Temos também o AMOR NARCISISTA é o famoso amor próprio, onde tudo gira em torno de si e sempre essa pessoa se acha melhor em tudo, esse amor se confunde com alto nível de vaidade e arrogância. E quem já não ouviu falar do AMOR PLATÔNICO no qual o sujeito vive em um mundo de fantasia com um alguém imaginário, tem casos que se torna até patético, amam alguém, mas não tem coragem de tomar atitudes a respeito. AMOR A VIDA e muitos amam a vida somente, querem viver tão intensamente que de certa forma pensam que nunca irão morrer amam muito as coisas do mundo e esquece-se de sua alma. Outro é o AMOR POR ANIMAIS, algumas amam tanto que os bichos se tornam família até, mas não podemos esquecer que os bichos são criaturas de Deus e que devemos cuidá-los e amá-los de forma até fraternal, mas nunca deixarão de serem animais e não pessoas.AMOR A NATUREZA, é um amor que faz bem, da paz, contemplar as criações divinas, e saber como usá-las, alguns não pensam dessa forma e a destroem. E hoje vivemos muito AMOR AOS OBJETOS, já notou como alguém fica quando perde seu celular, ou acontece algo com o carro, casa, dinheiro ou qualquer bem, talvez isso seja uma carência de amor, e ama coisas inanimadas, não há pecado algum em ser um colecionador, ou saber trabalhar com bens e aumentar seu patrimônio, mas deixar de ter relacionamento valiosos por causa disso, a pessoa peca diante de um ensinamento de Jesus, amai vos uns aos outros. Mas sabemos muito bem que o amor se divide mesmo em três tipos:ÁGAPE, PHILOS e EROS, pois bem vamos tentar passar um pouco de cada um para melhor compreensão.
Ágape: É um amor incondicional, libertador, divino, mas que pode muito bem ser praticado por humanos. Esse amor independe de interesses, um exemplo prático é notar o amor de Deus por nós, mesmo a gente praticando coisas que não o agradam e mesmo assim Ele não deixa de nos amar e cuidar. Esse é o mais puro e verdadeiro amor, nada se compara.
Philos: É um amor fraternal que também envolve lealdade, igualdade, amizade, família, não importando raça, cor, etnia, qualquer tipo de preconceito, bem longe do narcisismo e do platônico, que envolve muito o relacionamento e podemos de certa forma dizer que esse é um amor cristão.
Eros: é um amor que representa a paixão a atração física entre pessoas que se envolvem nesse amor. É a junção da aliança entre Deus e duas pessoas... Isso é o amor.
Claro que podemos definir de muitas outras formas o amor, mas para isso teríamos que ter publicar um livro e mesmo assim não seria o bastante para definir esse sentimento tão forte que Deus nos deu... Falar eu te amo qualquer um fala, mas tocar a alma e entregar-se poucos o fazem...

1 compartilhamento
Inserida por valdirventuri