Kevin Martins: A solidão é esse cigarro que me...

A solidão é esse cigarro que me consome.
Fumado era eu, não ele.
Das merdas que eu fazia, ele sabia de todas... Das alegrias ele estava junto, junto da bebida que embriagava as palavras e molhava todos os versos. Foda-se sua opinião! Que escritor liga para opinião?! Ele quer saber o que ele não sabe, quer saber o que está dentro dele e não sabe de si mesmo.
Olha nos olhos dos outros para encontrar a si, não os outros. Solidão é a verdade dos mentirosos, mentira dos verdadeiros e a merda desse cigarro.
Não... Não tente me mudar, a minha vida não é seu livro, muito menos sua propriedade. Você não sabe o que se passa aqui, não sabe o que passou e nem queira saber.
A vida é simples, tragada, mastigada, cuspida, é tudo que você acha ridículo. É todos os sonhos de um sonhador fraquejado. É todas as faltas de sonhos de um realizado. A vida é isso, a vida é arte, a vida é nós, a vida é tua alma, a vida é tua morte.
Eu vivo na morte para não morrer em vida. Eu vivo na vida para morrer todo dia.

1 compartilhamento
Inserida por kevinmartins6