Arthur Bordin Sbrissia: A sombra dela Do amor uma fenda é o que...

A sombra dela Do amor uma fenda é o que restou Crescendo com a força que brilhou Sua ausência faz-te em mim constante Arde ainda hoje, me afoga enclausurante No... Frase de Arthur Bordin Sbrissia.

A sombra dela


Do amor uma fenda é o que restou
Crescendo com a força que brilhou
Sua ausência faz-te em mim constante
Arde ainda hoje, me afoga enclausurante

No vazio reverbera sua falta, um sofrimento
Como um eco que tomando-me por dentro
No lugar onde habitavam as promessas
Mora hoje mágoa, me apodrece as pressas

Depois disso o sentimento que resta ainda
É um vazio que sufoca enquanto finda
O nosso futuro, antes almejado com amor
Torna-se passado não vivido, herança de dor

1 compartilhamento
Inserida por Thurdin