Poeta Dolandmay: A SAUDADE D’ Ela Eis o tempo que não...

A SAUDADE D’ Ela Eis o tempo que não há tempo... Os dias que esperavas, amor! Terás agora o conhecimento Das horas perdidas em seu langor. De almas passadas fez... Frase de Poeta Dolandmay.

A SAUDADE D’ Ela

Eis o tempo que não há tempo...
Os dias que esperavas, amor!
Terás agora o conhecimento
Das horas perdidas em seu langor.

De almas passadas fez-se o vento...
Trazem em versos a minha dor...
Que hoje de mim é o alento
No agora que vive meu esplendor...

Mas tanto de brilho não vivo ainda
Por antes beijar-te a face linda,
Por antes amá-la aos meus delírios...

Foi-se de mim a própria saudade...
Por hoje nos contos de vaidade
Eis que a ressurge dentre os lírios.

1 compartilhamento
Inserida por acessorialpoeta