Poeta Dolandmay: SONETO VAGO Porque à noite me abre...

SONETO VAGO Porque à noite me abre triste Num frio intenso sem amor, E nessa ardência nada existe E me falta à pele o seu calor... Porque a lua é sem fulgor E s... Frase de Poeta Dolandmay.

SONETO VAGO

Porque à noite me abre triste
Num frio intenso sem amor,
E nessa ardência nada existe
E me falta à pele o seu calor...

Porque a lua é sem fulgor
E sem você nada consiste,
Porque em mim tudo persiste
Na luz branca do esplendor...

Porque morrem meus encantos
E intensos são meus prantos
Na noite imensa sem luar...

Porque eu perduro a solidão,
E na dor intensa ao coração
Eu vagueio sem te encontrar...

1 compartilhamento
Inserida por acessorialpoeta