Bruno Brito J. dos Santos: Das coisas. Das diferentes maneiras,...

Das coisas.

Das diferentes maneiras, aquilo que é preto
Pode ser o branco escurecido por sua própria sombra
Nem sempre se tem um acerto sobre tudo
Pois aquilo que tememos pode não ser o que nos assombra

Da vida se leva a dor, o amor e o perdão
Da morte, quem sabe a escuridão?
Então de que vale viver em vão?
Sem amar, viver ou se afogar
No mar de nossos próprios sentimentos

1 compartilhamento
Inserida por BrunoBritoJ