Enide Santos: Bordar a alma Já não estou mais só...

Bordar a alma

Já não estou mais só
Tenho uma pena
Ela quem me leva a voejar
Pintando a tela de minha existência

É um aparo comum
lança no papel pensamentos
Apenas em minha mão ela pinta
o que tem, em mim por dentro

Poucos podem compreender
ás linhas que moldam um sentimento
Também é difícil descrever
quando acontece de momento

Palavras estéreis são
para quem não quer entender
Pois eu bordo a minha vida
com a essência do meu ser.

22/11/13

1 compartilhamento
Inserida por EnideSantos