Erbon Elbsocaierbe de Araújo: Joaninha Decidi que devo parar. Em meio...

Joaninha Decidi que devo parar. Em meio a tanto pó, Não há porquê. Não há com que sonhar. Mas, em tão pouco que me resta, Por uma fresta na janela, De um quarto... Frase de Erbon Elbsocaierbe de Araújo.

Joaninha

Decidi que devo parar.
Em meio a tanto pó,
Não há porquê.
Não há com que sonhar.
Mas, em tão pouco que me resta,
Por uma fresta na janela,
De um quartozinho de dormir,
Um jardim
Com folhagens orvalhadas,
Ua roseirinha, um jasmim,
E um jarrete de lilases.
À parte, ervas curativas.
E o mais, ua joaninha.
Ah, minha doce joaninha,
Estava pronto p’ra partir.
Pousa cá na minha face
E me conta se és feliz
Pois agora sou feliz.

1 compartilhamento
Inserida por Siby