Cleber Lupino Haddad: Parece-me que a virtude e a vocação se...

Parece-me que a virtude e a vocação se associaram. Virtudes no plural são atos de socializar, como comportamentos sociais. Virtude no singular é aquilo que não pode ser imposto por lei alguma, é intrínseco e individual, é capacidade e potência como dom, é virtude natural. Aquilo que capacita as gemas, tornando as pedras, preciosas, é a mesma fonte que dá nossa virtude natural. Não deprime o homem que não as tem, e lhe traz venerabilidade e a respeitabilidade. A Virtude Nobre se desenvolve com o uso da alma, após um longo treinamento do espírito. Virtude moral, Virtude social e Virtude Natural são coisas distintas, e para obtê-las é preciso querer e desenvolver vocação para que se abarque o olhar devido ao que é sua Virtude Natural e o que lhes falta. O homem de bons costumes é o homem que respeita os valores consagrados pelas tradições. Há os que doam esmolas no farol, e o fazem por incômodo. Há os que doam roupas no natal, mas há os que doam de um tudo o ano todo fazendo uso da permanência de sua virtude. E ai está o ato de virtude, a continuidade, a preocupação permanente. Demonstrar fraternidade está muito além de dar contribuição financeira. Doar carinho à quem não tem, para os desvalidos da sorte. Leve aos outros a cultura que tem para doar, pois ninguém dá o que não tem! A Virtude já existia na era pagã e sobreviveu até os nossos dias. Fingir que tem virtude é fingir para si mesmo, equivale a um ventilador querer se passar por uma hélice de helicóptero. Um ventilador não levanta ninguém, só refresca. Virtude é uma qualidade do ego individual, não do ego personalizado. É supremacia de Espírito divino, não supremacia de matéria mundana.

1 compartilhamento
Inserida por CleberLupino