Itamara Sillva: É madrugada... O vento em meu ouvido...

É madrugada... O vento em meu ouvido sussurrando seu nome, É gelado, e de um tom vago. Cadê você minha mulher? Porque aqui não esta? Saudades de seus beijos... ... Frase de Itamara Sillva.

É madrugada...
O vento em meu ouvido sussurrando seu nome,
É gelado, e de um tom vago.
Cadê você minha mulher?
Porque aqui não esta?
Saudades de seus beijos...
De olhar em teus olhos e ouvir tudo que sua boca não diz.
Tens um olhar tão profundo...
É encantador a forma que me olha.
Minha nossa menina, Eu Te Amo.
Vem comigo, vem pra perto,
Deixe-me te mostrar o quanto isso é bonito, e grande o bastante para sempre te fazer feliz.
Fazer-te sorrir.

1 compartilhamento
Inserida por Ramona-avril